O Sporting venceu hoje o Vitória de Setúbal, por 1-0, no jogo de abertura da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, decidido por uma grande penalidade aos 86 minutos.

O holandês Bas Dost, melhor marcador da última edição do campeonato, estreou-se a marcar esta temporada, ao converter a grande penalidade, a quatro minutos dos 90.

No final do jogo, Jorge Jesus, fez questão de frisar a boa qualidade de jogo do Sporting, mas realçou também a forma como o Vitória de Setúbal fechou os caminhos do golo.

"O Sporting fez um excelente jogo. O resultado não traduz a excelência do que a nossa equipa fez, mas há um motivo: a defesa do V. Setúbal. O adversário fechou muito bem os caminhos. O Sporting teve sempre muita dinâmica ofensiva e até mais na segunda parte, com a entrada de Doumbia, que criou mais oportunidades pelo corredor central", começou por dizer Jorge Jesus aos microfones da Sport TV.

Questionado sobre que mensagem tinha passado aos jogadores do Sporting ao intervalo, Jorge Jesus revelou que deu um voto de confiança à equipa porque considerava que o golo acabaria por surgir.

"Disse aos jogadores que estávamos a fazer um excelente jogo e que o golo ia aparecer, que poucas equipas conseguiam jogar com a nossa intensidade. Defensivamente, fomos sempre irrepreensíveis, muito fortes. Temos muita qualidade individual e coletiva. Às vezes não se sofre por sorte, mas não é o caso. Espero que a equipa tenha essa sorte quando for preciso. O V. Setúbal não criou oportunidades, não há registo de um tiro à nossa baliza", revelou Jorge Jesus.

Em relação à gestão que fez do onze titular com o Vitória FC, Jorge Jesus comentou a ausência de William de Carvalho e recordou que há um jogo importante para a próxima semana.

"Preparar o futuro? O futuro de terça-feira [pré-eliminatória da Liga dos Campeões, frente ao Steaua de Bucareste]. Foi nisso que pensei. Hoje montei uma equipa e na terça-feira poderão ser outros. Lancei alguns jogadores em campo por causa disso. O Adrien esteve com problemas físicos e jogou mais do que pensei que iria jogar. Dei minutos também ao Bruno Fernandes, que começou no banco. Mas na próxima semana talvez seja ao contrário".

A fechar, Jorge Jesus fez um apelo à união dos adeptos do Sporting para que apoiem a equipa até ao fim da época.

"Precisamos que os adeptos estejam connosco até ao fim. Precisamos de estar todos unidos. Hoje, quando não estávamos a conseguir criar, os adeptos começaram a mostrar dúvidas. Quando acreditas na tua equipa, tal como eu, tens de ir até ao fim com ela, sempre. É isso que quero que os adeptos façam. Temos de estar juntos. Os adeptos são impecáveis, mas todos juntos é mais fácil. Nos últimos 16 anos estivemos demasiadas vezes separados... Temos capacidade, temos de nos juntar. Assim será mais fácil. Os nossos rivais têm coisas que nós estamos a tentar criar há dois anos", sentenciou Jorge Jesus.

Com este triunfo, os ‘leões’ passam a somar os seis pontos possíveis em duas rondas, enquanto o Vitória de Setúbal se mantém com um ponto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.