O treinador Jorge Simão disse hoje, na sua página pessoal do Facebook, que deixou o Desportivo de Chaves pelo Sporting de Braga, ambas da I Liga portuguesa de futebol, porque era uma “oportunidade impossível de ignorar”.

“No futebol, como na vida, as coisas nem sempre acontecem como esperamos. De forma imprevista abriu-se uma porta que se abre para poucos profissionais da minha atividade”, afirmou.

Jorge Simão, na liderança do emblema ‘azul-grená’ desde o início desta temporada, irá assumir o comando técnico do Sporting de Braga, sucedendo a José Peseiro.

“Decidi, de forma consciente, dar um passo muito importante na carreira”, adiantou.

Na mensagem de despedida, Jorge Simão agradeceu ao Desportivo de Chaves e à cidade pelo acolhimento “único” e por compreenderem e aceitarem a sua decisão.

“Estou e ficarei para sempre grato ao GD Chaves e aos seus dirigentes porque acreditaram em mim, proporcionaram-me todas as condições de trabalho, receberam-me e trataram-me como nunca antes tinha sido tratado”, revelou.

O agora técnico dos minhotos agraciou ainda os jogadores por abraçarem e comprometerem-se com as suas ideias, realçando que foi o empenho de todos que lhe proporcionou esta oportunidade.

E acrescentou: “para todos eles, obrigada”.

O Desportivo de Chaves oficializou hoje a saída de Jorge Simão, informando que será o treinador de guarda-redes Carlos Pires a orientar a equipa frente ao FC Porto, da 14.ª jornada da I Liga de futebol, na segunda-feira.

Neste momento, o clube de Trás-os-Montes, que subiu esta temporada à I Liga, é sétimo classificado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.