O Boavista esteve prestes a travar a série vitoriosa do FC Porto mas, um golo de Hernâni aos 95, deitou por 'terra' a estratégia dos axadrezados. Na zona de entrevistas rápidas, Jorge Simão, técnico do Boavista, assumiu que foi um duro golpe perder já no último minuto de desconto.

Palavras à equipa após o apito final: "A minha preocupação é que já está. Não há nada a fazer. Foi uma pancada forte. Não passava pela cabeça de ninguém esta possibilidade. O jogo estava controlado, caminhava para o fim. Foi uma adversidade grande esta pancada já quase a caminho dos balneários. É importante ter uma palavra de reconforto, principalmente para o Cardoso que estava a sofrer muito. Há que crescer com as situações erradas e ganhar com isso."

Análise ao resultado: "Acho que fomos osso muito duro de roer. O FC Porto está confiante, vem de muitas vitórias e o golo acaba por ser resultado dessa confiança. Fomos um osso muito duro de roer, mas o FC Porto não desistiu e talvez tenha a ver com sequência de vitórias nos últimos tempos. Merecíamos mais, sair daqui premiados pelo nosso desempenho. O FC Porto é uma equipa que obriga a isso. Tivemos qualidade. Não conseguimos marcar. Esperava que não sofrêssemos."

Surpresa por Soares estar no banco do FC Porto? "Sim. Foi uma opção, mas não vou dizer o que pensei. Era expectável que assim fosse, não foi e o treinador lá saberá porque decidiu assim. Era diferente e cabia-me preparar para isso."

O FC Porto segurou  a liderança isolada da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer no terreno do rival Boavista, por 1-0, com um golo do suplente Hernâni, aos 90+5 minutos do jogo da 11.ª jornada.

Os campeões nacionais conquistaram a quarta vitória consecutiva e somam 27 pontos, mais três do que o Sporting de Braga, segundo classificado, e mais quatro do que o Benfica, terceiro, enquanto o Boavista segue no 16.º posto, com os mesmos nove pontos de Tondela e Feirense.

Na segunda-feira, o Sporting pode voltar a ficar a dois pontos dos ‘dragões’, em caso de vitória na visita ao Rio Ave, quinto com 18, na estreia do holandês Marcel Keizer no comando técnico dos ‘leões’ em jogos para o campeonato.

As declarações de Jorge Simão

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.