"Estou à espera de uma boa equipa, organizada, que tem tido um desempenho positivo neste campeonato, pela qualidade do seu futebol e entrosamento. Isto acontece com as equipas que vêm da Liga de Honra, que trazem dinâmica de vitória e alegria", referiu.

Porém, José Mota não espera um adversário "a fazer o jogo pelo jogo", porque diz que "poucas são as equipas que o fazem no Estádio do Mar", pelo que terá de ser o Leixões a "tomar conta do encontro".

"Do lado contrário está uma equipa que vai aproveitar todas as desconcentrações, todos os espaços, para fazer golos através de transições rápidas", frisou.

O técnico lamentou, especificamente, a ausência do avançado Pouga (expulso frente ao Benfica), mas mostrou confiança na evolução do plantel, que “é um grupo de trabalho novo, com muita gente jovem e uma margem de progressão muito grande".

"Com o tempo e com resultados positivos, vamos ter uma belíssima equipa, não tenho dúvidas absolutamente nenhumas”, acrescentou.

Os matosinhenses perderam por 5-0 no terreno do Benfica, na preteria jornada, mas o treinador considera que há dados positivos a retirar desse encontro, que, na sua opinião, “não foi assim tão mau, até porque se não fossem algumas atitudes que deveriam ter sido evitadas, com certeza que iria ser diferente".

"A estratégia estava a ter o seu efeito. Obrigaram-nos a que o jogo fosse mau", sublinhou José Mota, desenvolvendo depois a crítica implícita à arbitragem: "pessoalmente, não pensem que perder por 5-0 com o Benfica e 4-1 com o FC Porto me deixa triste. São derrotas casuais, pela inexperiência que o grupo tem e também porque muitas vezes não nos olham com o mesmo respeito. A derrota com o Benfica foi originada fundamentalmente pela dualidade de critérios que o árbitro teve nos primeiros 35 ou 40 minutos".

O "timoneiro" dos leixonenses respondeu ainda aos "comentadores" que criticaram o excessivo número de faltas cometido frente aos lisboetas: "convido esses senhores a ver o vídeo do jogo. Temos 15 faltas na primeira parte e vejam quantas fez o Benfica e quantas deixaram de lhe ser assinaladas. Pelo menos três ou quatro das nossas faltas não existiram. É a tal dualidade de critérios".

O encontro entre Leixões e União de Leiria, da sétima jornada da Liga portuguesa de futebol, está agendado para as 16:00 de domingo, no Estádio do Mar, em Matosinhos, e será arbitrado pelo portuense Artur Soares Dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.