A águia Vitória não fez a habitual aparição no Estádio da Luz, onde o Benfica venceu o Rio Ave por 5-2, e Juan Bernabé, comovido, revelou às rádios, o que aconteceu antes do encontro deste sábado.

“Estou sempre a ser humilhado. O chefe de segurança Rui Pereira dificulta sempre a vida”, explicou, visivelmente consternado.

Depois de ter relatado o sucedido, o funcionário espanhol terá sido agredido no túnel de acesso aos balneários.

O advogado de Bernabé confirmou a agressão a Juán Bernabé.

“Foi proibido de fazer voar a águia. Foi vedado o seu acesso por um segurança», afirmou Ricardo Felgueiras, que falou na Luz após o jogo, sem referir se foi dado algum argumento. «Foi agredido, deitado ao solo por três seguranças. Recebeu ordem directa do administrador, o senhor Domingos Soares Oliveira, para abandonar as instalações, se não ia saber quem ele era”, declarou Ricardo Felgueiras. (VÍDEO)

O advogado acrescentou ainda que Bernabé “trabalhou seis anos sem contrato e sem receber um cêntimo e que apenas tem contrato há coisa de um ano”, que será válido até 2013.

Do lado do Benfica, João Gabriel, director de comunicação do Benfica fez uma declaração sobre o sucedido, mas sempre sem referir o nome de Bernabé.

“Nesta casa ninguém está acima da instituição. Espero que não dêem destaque ao incidente que se passou porque não passou disso mesmo. Houve uma pessoa que não cumpriu as regras da casa e nesta casa ninguém está acima da instituição, nem o treinador, nem os dirigentes e essa pessoa também não”, atirou. (VÍDEO)

O advogado do espanhol, responsável pelo voo da águia Vitória, adiantou ainda que os animais iriam ser retirados do Estádio da Luz após o jogo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.