"Jogar num Estádio como o da Luz traz sempre motivação especial", argumenta o jogador brasileiro, justificando: "Para além de defrontarmos uma grande equipa, o ambiente de 30 ou 40 mil espectadores na bancada também ajuda".

Lazaroni foi claro: “O favoritismo está do lado do nosso categorizado adversário, mas também a pressão de vencer. Por vezes, o futebol é feito de momentos, vamos tentar encontrar o nosso".

Ainda assim, o brasileiro afirma que não existe receita para ganhar ao Benfica. "Vamos tentar eliminar os seus pontos fortes, que são muitos. Sempre que tivermos a bola temos de fazer bom uso dela e tentar surpreender".

“Temos que ter muita ambição, garra, atitude, concentração e sobretudo o máximo respeito pelo adversário, que é exímio a fazer pressão e a aproveitar o erro adversário", salientou.

O brasileiro não vê pontos fracos no conjunto da Luz: "Não há melhor ou pior Benfica, existe uma grande equipa, muito dinâmica. Todos os seus jogadores são de grande qualidade" expressou.

Benfica e Naval defrontam-se segunda-feira, pelas 20:15, no Estádio da Luz, em Lisboa, no encontro que encerra a 10.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, numa partida que será dirigida pelo árbitro de Setúbal Lucílio Batista.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.