Lionel Scaloni, selecionador da Argentina, destacou a polivalência de Marcus Acuña, salientando o papel do defesa no esquema tático da equipa albiceleste.

"Por exemplo, o Acuña pode desempenhar duas ou três funções, então permite-te fazer determinadas substituições. Mas se de repente deparas-te com uma equipa que não te permite fazer outro sistema tático, tens que mudar um jogador. Se perguntar hoje ao Acuña qual é a posição dele, não saberá responder, porque num domingo no Sporting, tanto joga num modelo com três centrais, como joga num 4-4-2, num sistema mais aberto ou num 4-3-3 onde faz de médio interior, sempre pela esquerda", afirmou em entrevista ao jornal Olé.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.