O treinador do Paços de Ferreira, Luís Miguel, não ficou convencido com a expulsão de Nuno Santos quando a equipa da Mata Real vencia por 2-0 e considerou que a equipa de Alvalade não justificou o resultado final.

«Até à expulsão tínhamos o jogo controlado e praticamente apenas contei uma oportunidade flagrante do Sporting. Ao intervalo disse-lhes que íamos fazer o segundo golo e depois íamos controlar. Agora, realmente as informações que tenho é que a expulsão é muito forçada, ainda por cima num jogador para uma posição que temos carência, fizemos uma substituição de recurso frente a uma equipa fortíssima como Sporting, tendo eles acabado por resolver», afirmou o técnico português no flash interview da TVI.

As críticas de Luís Miguel foram mais longe insinuando que houve interesse em beneficiar o Sporting.

«As pessoas de Paços são honradas, trabalham honestamente e não somo bombos ou servem para levantar o moral. Se o Sporting perdesse ficava a muitos pontos do FC Porto e a 10 pontos do líder já não lá ia», sentenciou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.