O candidato da Lista B, Maló de Abreu, criticou esta noite o actual presidente José Eduardo Simões, referindo que tratou os associados como «atrasados mentais», ao renovar com o guarda-redes Peiser quatro dias antes das eleições.

«Não faz sentido ter assinado com o Peiser a quatro dias das eleições. Ao fazê-lo, tratou os sócios como atrasados mentais.

Também o teria feito, mas no dia a seguir às eleições, não antes», disse o candidato num debate promovido pela claque Mancha Negra.

Maló voltou a traçar o perfil do «seu treinador» como um técnico experiente, que viva em Coimbra e com contrato por uma época.
Reiterou que o orçamento «não vai ser de 6 milhões, com receitas de quatro milhões», recusando o epíteto de «aventureiro e irrealista» como lhe tem chamado José Eduardo Simões.

«Só a Sporttv rende cerca de 2 milhões de euros. Com uma Académica maior ainda renderia muito mais», avançou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.