O FC Porto defronta o último classificado da tabela da primeira Liga, cuja equipa é agora comandada pelo “jovem” André Villas Boas, mas os dragões estão adormecidos. Até o público que se deslocou às Antas percebeu e manifestou-se com assobios ao longo dos primeiros quarenta e cinco minutos.

Poucos foram os lances de grande perigo perto da baliza de Rui Nereu e os cruzamentos parecem não querer sair correctamente à equipa comandada por Jesualdo Ferreira. No entanto, é de realçar os lances de grande perigo para o guardião dos "estudantes", aos 40 e 44 minutos, protagonizados pelo argentino Rodríguez.

 Nem a dupla Hulk/Falcao parece estar síncrona esta noite.

A Académica, mesmo não estando a brilhar no relvado portista, lá vai criando algum perigo com contra-ataques a partir do meio-campo.

Uns primeiros quarenta e cinco minutos pouco enérgicos e com escassos momentos de grande futebol. O público aguarda melhores momentos para a segunda parte.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.