Contratado para assumir a vaga de Iker Casillas na baliza do FC Porto, Agustin Marchesín admitiu numa entrevista à TycSports que não sabia como ia ser o relacionamento com o espanhol.

"O Iker Casillas era o meu ídolo como guarda-redes. Substituí-lo foi o grande desafio da minha carreira. Foi algo único. Gostava que não tivesse sido pelos motivos que foi, mas ele é um guerreiro e passa-nos muita força. Inicialmente tinha medo de falar com ele, mas agora peço-lhe muitos conselhos. Tenho um respeito e um carinho muito grande por ele, tem uma humildade tremenda", elogiou.

O atual dono da baliza do FC Porto considera que a equipa "não começou a época da melhor maneira", mas acabou por recuperar e até atravessava o melhor momento quando o campeonato parou.

"Fizemos uma primeira volta muito boa, mas acabámos a sete pontos do Benfica. Na segunda ronda recuperámos e estamos um à frente deles. Esta paragem chegou no nosso melhor momento. Oxalá possamos conquistar o título quando voltarmos", notou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.