O FC Porto foi obrigado a transferir o treino desta tarde para as instalações do Nacional da Madeira, depois do o Camacha ter impedido os azuis-e-brancos de treinarem no seu estádio, como estava acordado entre as partes.

De acordo com o jornal Record, terá sido o Marítimo a pressionar o Camacha para que não deixasse o FC Porto usar as suas instalações. O clube maritimista tem um protocolo com o Camacha e mantém diferendo com o FC Porto há vários anos.

No seu site oficial, o FC Porto dá conta que o Camacha "proibiu e cancelou" no próprio dia o treino, pelo que o clube pediu ajuda ao Nacional que disponibilizou "de imediato o seu complexo desportivo", pode-se ler no site dos "dragões".

O treino já contou com Martins Indi que viajou diretamente da Holanda para a Madeira. Pinto da Costa também esteve no treino, que decorreu a porta fechada.

O FC Porto disputa um lugar na final da Taça da Liga com o Marítimo, esta quinta-feira, a partir das 19h45.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.