O Marítimo obteve hoje o seu primeiro ponto no campeonato, num empate (1-1) caseiro, ante o Paços de Ferreira, num jogo da quarta jornada da Liga de futebol que ficou também marcado pelo regresso de Kléber.

Antes, Nelson Oliveira tinha colocado o Paços de Ferreira em vantagem no marcador, aos 33 minutos, mas o empate acabou por ser um bom resultado para a formação da Mata Real, que foi obrigado a jogar com menos uma unidade durante meia hora devido à expulsão do guarda-redes Cássio.

A primeira parte foi monótona, protagonizada pelos dois conjuntos que resultou na vantagem mínima para os visitantes ao intervalo.

Foi no melhor período dos insulares que o estreante Nélson Oliveira, emprestado pelo Benfica aos pacenses, chega ao golo. Foi aos 33 minutos e através de contra-ataque aproveitado por Caetano, numa perda de bola do médio maritímista Rafael Miranda, ainda no meio-campo adversário, que o avançado aproveitou para rematar para o fundo das redes. A bola ainda esbarrou no central Robson traindo o guarda-redes Marcelo.

Na segunda parte, o Marítimo surgiu mais dinâmico. Aos 52 minutos Kléber inicia uma corrida desde o meio campo levando atrás de si os centrais pacenses que nada puderam fazer perante o remate cruzado e certeiro do avançado insular.

Depois, aos 62, numa altura que a formação forasteira já actuava com menos um jogador, devido a falta grave do guarda-redes Cássio, Roberge, de livre, chega a meter a bola no fundo da baliza, mas o auxiliar acaba por anular por suposto fora de jogo.

O Paços de Ferreira teve a sua melhor oportunidade da segunda metade do desafio aos 85 minutos, quando Pizzi e David Simão não conseguem dar o melhor seguimento a um lance bem gizado por Baiano.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.