Maxi Pereira avançou com um processo judicial contra o FC Porto. O antigo jogador portista (atuou entre 2015 e 2019) nos portistas reclama um valor de 1,24 milhões de euros.

A ação judicial do ex-jogador uruguaio entrou ontem no Tribunal Judicial da Comarca do Porto e será julgada pelo Juiz 2 do Juízo do Trabalho do Porto.

O ex-atleta alega que a SAD dos dragões não pagou parte dos impostos que tinha descontado nos ordenados dos jogadores. Ora o ex-defesa terá que pagar um valor superior de um milhão de euros de dívida ao Estado. Maxi Pereira reclama que será o emblema portista o responsável por essa dívida e exige indemnização.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.