O defesa Mikel Villanueva reforçou o Vitória de Guimarães com um contrato válido até junho de 2025, após ter representado o Santa Clara nas duas temporadas anteriores, confirmou hoje o emblema minhoto, da I Liga portuguesa de futebol.

O central de 29 anos tinha um contrato válido com os açorianos até junho de 2022 e transferiu-se ao abrigo de “uma operação que não envolve contrapartidas financeiras”, com o “Vitória a ficar com 100% dos direitos económicos do jogador”, lê-se no sítio oficial dos vimaranenses.

Após um percurso com dois golos em 61 partidas oficiais pelo clube da ilha de São Miguel, o internacional pela seleção da Venezuela em 32 ocasiões prometeu “dar o máximo para ajudar a equipa” rumo “a uma grande época” e realçou que as duas épocas anteriores lhe deram “experiência”.

“Já conheço o futebol português. Ter dois anos na I Liga pode ajudar a aportar alguma experiência à equipa e espero poder contribuir da melhor forma. Sei que o Vitória é um clube grande, com uma pressão boa, porque é importante o apoio dos nossos adeptos. (…) Estou muito ansioso por conhecer os meus colegas”, disse aos canais de comunicação dos vitorianos.

Antes de rumar a Portugal, o defesa jogou nos venezuelanos do Deportivo Táchira (2011/12 a 2013/14) e do Deportivo Lara (2014/15), bem como nos espanhóis do Málaga (2015/16, 2016/17 e 2019/20), do Cádiz (2017/18) e ainda do Reus e do Nàstic de Tarragona, ambos em 2018/19.

Mikel Villanueva é o quinto reforço oficial do Vitória de Guimarães para a época 2022/23, depois do lateral-esquerdo Ryoya Ogawa, emprestado pelo FC Tóquio, do Japão, do médio Matheus Índio, contratado ao Trofense, da II Liga portuguesa, do extremo Jota Silva, recrutado ao Casa Pia, e do avançado Anderson Silva, ex-Beijing Guoan, da China.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.