Yeung, que já detém 29,9 por cento do capital do Birmingham, através da sua sociedade Grandtop International Holdings, já fez uma primeira tentativa de compra do clube há dois anos.

O clube, que este ano subiu à Premier League inglesa, anunciou quinta-feira que Yeung depositou 3,4 milhões de euros de caução para uma tentativa da oferta de compra.

A oferta de compra foi aceite pelos accionistas que representam cerca de 50 por cento do capital do clube, anunciou Yeung durante uma conferência de imprensa em Hong Kong.

Os accionistas maioritários do Birmingham, David Sullivan e David e Ralph Gold, desde sempre afirmaram que não vão vender as suas partes a qualquer pessoa em que não confiem.

Após três jornadas, o Birmingham ocupa a oitava posição da classificação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.