O Ministério Público quer ouvir urgentemente Jorge Jesus a propósito do processo que investiga os ataques à Academia de Alcochete, em maio último.

Adianta o jornal Record, que com os prazos para a acusação a terminarem no corrente mês, o MP já requereu junto do juiz de instrução criminal do Barreiro, uma extensão dos prazos, de forma a que possa se escutar o ex-treinador

Bruno de Carvalho está indiciado por 56 crimes
Bruno de Carvalho está indiciado por 56 crimes
Ver artigo

  do Sporting.

Tudo porque, adianta a referida fonte, as perecias aos telemóveis, estão atrasadas.

Decorridos quase seis meses depois dos ataques, os 23 suspeitos que foram inicialmente detidos poderão ser libertados no dia 21, caso o processo não seja considerado de especial complexidade.

Sporting: Uma cronologia de acontecimentos que mais parece uma temporada de 'A Guerra dos Tronos'
Sporting: Uma cronologia de acontecimentos que mais parece uma temporada de 'A Guerra dos Tronos'
Ver artigo

É por essa razão que o MP deseja ouvir com urgência Jorge Jesus, com o intuito de cruzar as declarações do técnico com as conversas que manteve com o ex-presidente do Sporting. Contudo, Jorge Jesus só deverá regressar a Portugal no próximo mês. Por esclarecer está ainda o motivo porque se alterou a hora do treino no dia do ataque a Academia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.