O Ministério Público recebeu esta quinta-feira uma denúncia anónima, relatando suspeitas de corrupção no elenenses-FC Porto da próxima segunda-feira, referente à 28.ª jornada da I Liga. De acordo com o jornal Record na sua edição online, a denúncia envolve os nomes de Luís Gonçalves (direto-geral da SAD portista), Joaquim Pinheiro (delegado em partidas do FC Porto B) e Luís Alves (agente).

Diz o jornal que na base da denúncia anónima está uma suposta confissão de Luís Alves onde este revela que esteve reunido com Luís Gonçalves e Joaquim Pinheiro, tendo-se comprometido a contactar dois ou três jogadores do Belenenses antes do jogo com o FC Porto. A mesma denúncia recorda que Alves foi o empresário de Kadu na transferência do jogador do Restelo para o Dragão, em 2006/2007, e de supostamente ser dono do Café Varanda Azul.

O mesmo jornal também tinha avançado esta quinta-feira com a notícia de outra denúncia anónima sobre alguns resultados e alegadas tentativas de aliciamento a alguns jogadores do União da Madeira.

O União da Madeira, que luta para não descer de divisão, joga este sábado frente ao Arouca, uma das equipas que tenta a subida a Primeira Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.