O Sporting somou ontem uma inesperada derrota frente ao Brondby por 2-0, na primeira mão do play-off da Liga Europa, e pôs em risco a sua continuidade na prova, o que poderá ser um grande rombo nas aspirações leoninas para esta temporada, nomeadamente no que diz respeito aos encaixes financeiros previstos.

Voltando um pouco atrás o filme, e olhando para a pré-época do Sporting, parecia que algo tinha mudado e que animicamente estes jogadores eram outros.

Entrou o treinador Paulo Sérgio, entraram dez reforços, entre novos elementos e regresso de jogadores ligados contratualmente ao clube (Torsiglieri, Stojokovic, Nuno André Coelho, Evaldo, André Santos, Cédric Soares, Maniche, Valdés, Zapater, Diogo Salomão) e tudo fazia crer que o clube verde-e-branco queria fazer um corte com o seu passado recente.

As vitórias frente a Manchester City (2-0) e Lyon (2-0) durante a pré-temporada indiciavam que se vivia um clima desanuviado pelos lados de Alvalade e que Paulo Sérgio estava a conseguir transmitir os seus princípios tácticos à equipa. Durante este período o Sporting só conheceu por duas vezes o sabor da derrota: num encontro com o Paris Saint Germain (4-2) e no jogo com o Celtic em que o vencedor foi definido através da marcação de penáltis.

Mas tudo isso parece ter-se esfumado com o início da temporada. Voltaram os assobios, o clima cinzento para os lados de Alvalade e a desconfiança e descrença dos adeptos na equipa. Para isso bastaram apenas duas exibições:  o jogo com o Paços de Ferreira (derrota por 1-0) e, principalmente, o encontro de ontem com o Brondby (derrota por 2-0).

Porque no SAPO Desporto a sua opinião conta, gostaríamos de saber a quem atribui a culpa pelos maus resultados do Sporting neste início de temporada.

À inadaptação de alguns dos novos jogadores àquilo que lhes é pedido em campo por Paulo Sérgio?

Às escolhas de Paulo Sérgio que, depois da pré-época, volta a ter dúvidas quanto à base da equipa e leva a cabo algumas alterações?

À estrutura directiva do Sporting, cujos nomes mais visíveis são os de Costinha e José Eduardo Bettencourt?

À falta de apoio dos adeptos, que contribui para o clima de inquietação e de falta de confiança que se vive dentro do plantel do Sporting?

À sorte que teima em não bafejar os jogadores leoninos?

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.