Após a derrota com o Freamunde, para a Taça de Portugal, os leirienses perderam em Braga e voltaram a ceder pontos em casa. Depois de um bom início sob o comando de Lito Vidigal, a União de Leiria entrou num ciclo descendente quer de resultados quer de exibições.

Num jogo que teve a particularidade de ser comandado pelos dois treinadores-adjuntos - Lito está susopenso e anuel Machado hospitalizado - a União de Leiria apresentou-se com o sistema 4x4x2, enquanto o Nacional optou por um sistema com três centrais.

Num jogo pautado por um equilíbrio inicial, o Nacional teve sempre um ligeiro ascendente. Por isso, não surpreendeu quando se adiantou no marcador aos 16 minutos.

O golo surgiu na primeira verdadeira oportunidade de perigo concretizada pelo Nacional. Edgar Silva apareceu isolado, descaído para o lado esquerdo, dentro da grande área leiriense e deu a melhor direcção ao cruzamento de Ruben.

A União de Leiria acusou o erro defensivo e demorou algum tempo a responder à desvantagem. O Nacional tentou aumentar a contagem, aos 36 minutos, por intermédio de Mateus, que saltou mais alto que os centrais, mas com pouca força e Djuricic defendeu sem problemas.

Aos poucos, a União de Leiria cresceu e foi à procura do empate e, aos 39 minutos, André Santos lançou Cássio no ataque do Leiria. O brasileiro isolou-se, mas permitiu a defesa incompleta de Bracali, sobrando a bola para Carlão, que passou a Elias e este permitiu a antecipação do adversário.

Em cima dos 45 minutos, Carlão falhou o empate, ao cabecear junto ao poste esquerdo, mas Bracali salvou com uma sapatada.

O descanso fez bem à União de Leiria, que entrou mais dinâmica na segunda parte. O empate chegou no primeiros minuto, através de Pateiro, após tabelinha com Cássio.

Dois minutos depois, Cássio voltou a criar perigo a Bracali, ao surgir à entrada da pequena área, mas a bola sai ao lado. Aos 67 minutos, o avançado brasileiro voltou a falhar o 2-1 apenas com o guarda-redes pela frente.

Esta foi a última grande oportunidade da União de Leiria. O Nacional voltou a assumir o comando do jogo e procurou a vantagem, que surgiu por Felipe Lopes, aos 82 minutos. O defesa-central conseguiu rematar no meio dos defesas leirienses e fazer o 1-2.

Antes do final do jogo, João Aurélio e Mateus ainda tiveram oportunidade para fazer o terceiro golo, mas os remates sairam ao lado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.