Em declarações à Sporting TV, Luís Neto falou de como tem passado o tempo uma vez que não há competição.

O central confessa que está ansioso por voltar a jogar.

"Adoro jogar, adoro treinar, adoro competir, faz parte de estar dentro. O que acredito é que o que estamos a sentir é o imaginar que já não jogávamos... Já sinto há muito tempo saudades da Academia, das pessoas e do espírito do local de trabalho. Tendo esta pausa, começo a pensar que poderá ser um sentimento parecido com aquilo que é acabar a carreira, ter aquele um, dois anos sem fazer nada, opcionais. Começo a pensar que quero esticar a carreira um par de anos, porque a saudade está a invadir... Dizemos: estou cansado disto. Mas depois de um mês de confinamento, como se fosse uma pausa grande, a saudade vem."

Como é o dia a dia do central?

“Treino em casa logo pela manhã, depois faço ioga, meditação e outras actividades, como kickboxing, para estar bem física e psicologicamente. Isso tem ajudado a preencher o vazio de não poder estar no meu local de trabalho”, contou, admitindo que tem sido difícil estar privado de fazer aquilo que gosta.

Indefinição sem ainda uma data apontada para o regresso à competição

“Estamos todos ansiosos, mas também a fazer aquilo que nos foi pedido – ficar em casa. A indefinição mata-nos por dentro, mas neste momento o pensamento tem de estar na saúde e não no futebol”.

Primeiros meses de leão ao peito

"Não vejo a época pelo número de jogos, mas, de um modo geral, estou muito feliz pela oportunidade que me foi dada e por poder presenciar de perto e todos os dias a grandeza do Sporting CP, um Clube que me habituei a gostar... e acho que isso se tem notado".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.