O Sporting perdeu o primeiro jogo amigável, no regresso de Peseiro ao comando técnico da equipa principal dos 'leões'. No Estádio Sous-Ville, em Baulmes, na Suíça, os 'leões' foram derrotados pelo Neuchâtel Xamax por 2-1, depois de terem entrado a vencer. A defesa mostrou algumas fragilidades, num jogo onde Raphinha, Matheus Pereira e Viviano mostraram credenciais

No primeiro onze de José Peseiro neste seu regresso ao Sporting (os 'leões' já tinham jogado esta quarta-feira mas num jogo-treino à porta fechada), o técnico lançou os reforços Marcelo e Raphinha de início, num onze que também contou com, Matheus Pereira, que volta após empréstimo ao Desportivo de Chaves.

Este estágio na Suíça começou com uma vitória frente ao Lancy, modesta equipa de Genebra, por 6-0, com bis do jovem extremo Jovane Cabral. Piccini, Montero, Matheus Pereira e Ryan Gauld também marcaram.

Frente ao Neuchâtel Xamax, equipa campeão da Segunda Liga Suíça, e que foi promovido para o principal escalão, os 'leões' sentiram mais dificuldades, perante uma formação que já vai numa fase adiantada da sua preparação. Apesar disso, os principais lances de perigo foram da equipa liderada por José Peseiro.

Logo aos dois minutos o Sporting chegou a vantagem. Fredy Montero, promovido a capitão, aproveitou uma defesa incompleta do guarda-redes Walthert, a livre de Jefferson, para fazer o 1-0.

Mas no minuto seguinte o conjunto suíço empatou. Cicek, médio turco, tirou partido de uma saída de Salin da baliza para rematar para o fundo das redes, num golo caricato.

Nos primeiros 45 minutos, os 'leões' demonstraram alguma lentidão de processos na defesa, com algumas perdas de bola na zona intermédia que deixaram o último sector em 'maus lençóis'. Mas ainda é cedo para tirar muitas ilações já que este é apenas o primeiro jogo-treino a sério e mesmo assim ainda faltam muitos jogadores importantes.

Na frente, o reforço Raphinha e o regressado Matheus Pereira mostraram argumentos. Foram deles os principais lances dos 'leões' no primeiro tempo, que só terminou empatado graças às boas defesas de Walthert, guarda-redes dos suíços, e alguma falta de pontaria dos dois jovens extremos.

No segundo tempo Peseiro fez várias alterações, com as entradas de Viviano, Ristovski, Jonathan Silva e Palhinha. Saíram Salin, Piccini, Jefferson e Petrovic. E foi o guarda-redes italiano o primeiro a mostrar serviço, logo aos 56 minutos, evitando o 2-1 dos suíços após perda de bola de Palhinha em zona proibitiva. Aos 59, mais outra espetacular defesa do guarda-redes italiano, agora a remate de Dinardo.

Os erros na zona intermédia continuavam e quem pagava era a defesa. O muito espaço nas costas dos defensores leoninos foi bem explorado pelos suíços, que subiram de rendimento no segundo tempo, aumentando a sua agressividade na recuperação da bola. Um lance perdido por Wendell na zona intermédia onde tentou sair a driblar foi bem aproveitado pelos suíços. Karlen foi logo lançado em profundidade, recebeu e desviou de Viviano, fazendo o 2-1.

Peseiro lançou depois Castaignos, Jovane Cabral, Piccini, Demiral, Domingos Duarte e Ryan Gauld, passando a jogar em 4-4-2, com Bruno Gaspar e Jonathan Silva a médios alas, Jovane e Castaignos na frente, com Ryan Gauld a fazer dupla de médios com Palhinha. Com estas mexidas o Sporting 'morreu' ofensivamente, já que não conseguiu criar perigo, exceto um remate de Jovane Cabral para grande defesa do guarda-redes contrário, aos 70 minutos.

Até ao final, o resultado não se alterou, embora os campeões da Segunda Liga suíça tenham estado mais perto de marcar que o Sporting.

Nota positiva para Viviano, Raphinha e Matheus Pereira. Wendel Misic e Palhinha destacaram-se pela negativa.

Ainda neste estágio na Suíça, a formação leonina vai medir forças com o Nice de França, já no sábado, e na segunda feira frente aos turcos do Fenerbahçe.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.