Nuno Espírito Santo está a ter o pior arranque do FC Porto dos últimos setes anos. Numa altura em que se aproxima o final do primeiro terço do campeonato nacional, os números mostram que o treinador português não está a ter um bom arranque a nível pontual. Com 21 pontos, o resultado do 'seu' FC Porto está aquém do que fizeram os seus antecessores. Antes de Nuno Espírito Santo assumir o comando técnico do clube, André Villas-Boas (2010/11), Vítor Pereira (2011-2013), Paulo Fonseca (2013/2014) e Julen Lopetegui (2014/15 e 2015/2016) passaram pelo seu lugar sendo que todos eles conseguiram melhores resultados às 10ª jornada. Nestes cálculos não entra José Peseiro uma vez que o técnico não teve oportunidade de fazer um início de temporada com os 'dragões'.
Mas vamos a contas. André Villas-Boas foi o mais bem sucedido dos cinco treinadores que passaram pelo Dragão nos últimos anos. À 10ª jornada, a equipa do treinador português seguia na primeira posição com 28 pontos, fruto de nove vitórias e um empate. O resultado do técnico era mais favorável uma vez que o segundo classificado era o Vitória de Guimarães com 18 pontos, seguido de Benfica. com os mesmos 18 pontos.
Em relação a resultados, Villas-Boas e Vítor Pereira foram os últimos treinadores a conseguir conquistar o título. Enquanto que o primeiro venceu Taça de Portugal, Liga Europa e Campeonato numa época quase perfeita para os 'dragões', Vítor Pereira foi bicampeão ao serviço dos 'azuis e brancos'e após a saída do técnico português a falta de títulos começou a acentuar-se. Paulo Fonseca e Lopetegui foram as escolhas dos anos seguintes, mas não foram capazes de conseguir manter o rumo de vitória do FC Porto. O português e o espanhol saíram do clube sem conquistar nenhum título. José Peseiro entrou numa fase posterior para substituir Lopetegui, mas sem resultados práticos para apresentar, somados à derrota na final da Taça de Portugal com o SC Braga, levaram ao seu afastamento. Já Julen Lopetegui chegou ao Dragão cheio de confiança, mas o melhor que conseguiu foi levar o FC Porto aos quartos de final da Liga dos Campeões, onde seria eliminado pelo Bayern Munique.
Pior do que Espírito Santo no comando técnico dos 'dragões' nos anos recentes só mesmo Jesualdo Ferreira em 2009/10. O treinador português estava no comando técnico da equipa portista e teve um péssimo arranque de época. À 10 jornada dessa época, o FC Porto de Jesualdo Ferreira levava apenas 16 pontos, o que acabou por ajudar para que a disputa do título de campeão fosse feita entre Benfica e SC Braga.
Apesar deste mau arranque, Nuno Espírito Santo segue na perseguição ao líder Benfica. Os 'dragões' têm cinco pontos de atraso e partilham a segunda posição com o Sporting. A favor dos 'azuis e brancos' está o calendário. Até agora, a equipa orientada pelo português já defrontou os dois rivais (derrota com Sporting 2-1 e empate com o Benfica 1-1). Deste modo, Nuno Espírito Santo tem a oportunidade de ganhar pontos a pelo menos um dos rivais na luta pelo título.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.