São 8 vitórias, 1 empate e 1 derrota nos dez primeiros jogos oficiais da temporada. 28 golos marcados e 9 sofridos. Liderança isolada e invencibilidade na I Liga portuguesa ao fim de sete jornadas. E a facilidade com que na noite de segunda-feira 'despachou' o Sacavenense na Taça de Portugal, um ano depois de na mesma ronda da edição transata da prova ter sido afastado 'sem espinhas' por uma equipa do mesmo escalão do adversário de ontem, é só mais um dado atestar o grande momento que o Sporting atravessa.

É inequívoco que há muito o Sporting não vivia um arranque de temporada e nem muitos adeptos se lembrarão, certamente, de quando foi a última vez que viram o seu clube com estes números ao fim dos dez primeiros jogos de uma temporada. Mas há quantos anos será que, efetivamente, não se vê um Sporting assim em cada um destes parâmetros depois da primeira dezena de partidas de uma época? O SAPO Desporto mergulhou nos livros de estatísticas, analisou cada um desses dados e conta-lhe tudo.

8 vitórias ao fim de 10 jogos: Há 30 anos que não se via melhor

O Sporting já disputou então uma dezena de encontros oficiais esta época. Sete foram a contar para a I Liga (6V 1E), dois foram para a Liga Europa (1V, 1D) e outro foi para a Taça de Portugal (1V). Ou seja, ao todo os 'leões' somaram 8 vitórias em 10 jogos. Triunfaram em 80% das partidas já realizadas.

Por comparação, na temporada passada, por exemplo, ao fim de dez jogos o Sporting somava três vitórias, dois empates e cinco derrotas. Ou seja, tinha vencido apenas 30% dos seus encontros e tinha perdido metade! Mas a época passada - em que o clube de Alvalade acabou por bater o recorde de desaires numa só temporada - nem devia servir de termo de comparação, dado o quão negativa acabou por ser.

Mas recuando mais épocas é difícil ver registo superior (ou até idêntico) de vitórias ao fim de 10 jogos. Em 2018/19, sob as ordens de Peseiro, esse registo inicial foi de 7V, 1E, 2D (70% de triunfos). Na temporada anterior, 2017/18, a última de Jesus, os 'leões' até igualaram estas 8 vitórias nas primeiras 10 partidas, mas em 2016/17 tinham somado apenas sete vitórias. E na primeira época com Jesus ao leme, 2015/16, aquela em que o clube de Alvalade quase chegou ao título, foram só seis as vitórias nos primeiros 10 jogos.

É preciso recuar 30 anos para ver um Sporting com melhor percentagem de vitórias nos 10 primeiros encontros do que os 80% dos pupilos de Amorim esta temporada. Foi em 1990/91, quando sob as ordens de Marinho Peres os 'leões' somaram 9 triunfos (e um empate) na primeira dezena de jogos da época. Oito desses triunfos foram nas 8 primeiras jornadas da I Liga (chegariam às 11 vitórias nas 11 primeiras jornadas), tendo o empate e a outra vitória ocorrido na Taça UEFA. Nessa época os 'leões' somariam 12 vitórias e um empate nos 13 primeiros jogos, antes da primeira derrota da temporada (com mais duas vitórias em dois jogos pelo meio, a contar para a semi-oficial e agora extinta Taça de Honra da AF Lisboa).

Apenas uma derrota nos primeiros 10 jogos: Há 3 anos os 'leões' fizeram melhor (0 derrotas)

O Sporting ainda só perdeu um jogo esta temporada. Um desaire duro, em casa, por 4-1, diante dos austríacos do LASK Linz, a contar para o 'play-off' da Liga Europa e a ditar um adeus prematuro às competições europeias.

Não é, porém, preciso recuar muito para ver melhor registo, ou seja, nenhuma derrota: em 2017/18, na última temporada de Jorge Jesus como treinador principal dos 'verdes e brancos', o conjunto de Alvalade não perdeu até ao 12º jogo da temporada e nos 10 primeiros da época conseguiu 8 vitórias e dois empates.

Sporting quer 'comer as passas' no primeiro lugar da Liga. O que falta jogar aos leões até final de 2020
Sporting quer 'comer as passas' no primeiro lugar da Liga. O que falta jogar aos leões até final de 2020
Ver artigo

Antes, em 2013/14, sob o comando de Leonardo Jardim, também apenas uma derrota, tal como em 2011/12, com Domingos Paciência ao leme. Isto na última década.

E para encontrar outro registo de invencibilidade, como o de 2017/18, é preciso recuar até à temporada de 1993/94 (aquela em que o Sporting viu fugir o título para o Benfica nos célebres 3-6 de Alvalade). Nessa época, liderados por Bobby Robson nesse arranque de temporada, os 'leões' mantiveram-se também invictos nas primeiras dez partidas (8V, 2E).

28 golos marcados, média de 2,8 por jogo: Leonardo Jardim fez melhor há sete épocas

O Sporting já apontou 28 golos esta temporada. Uma média que se aproxima dos 3 golos por jogo (2,8), com o reforço Pedro Gonçalves em destaque, ao ter assinado 7 desses tentos. Na temporada passada, para se ter uma ideia, nos dez primeiros jogos da época os 'verdes e brancos' tinham marcado metade, ou seja, 14 (!!!). Em 2018/19 tinham apontado 18 golos e em 2017/18 foram 23 os golos marcados pelo Sporting nos seus primeiros dez jogos oficiais da época.

Para encontrar mais do que os 28 desta temporada em dez jogos há que recuar até 2013, quando no início da temporada de 2013/14, orientados por Leonardo Jardim, os 'leões' superaram mesmo a média de 3 golos por jogo nas suas dez primeiras partidas, festejando 31 golos (com goleadas como a de 8-1 ao Alba para a Taça, ou de 5-1 ao Arouca para a I Liga.

Nove golos sofridos, média de 0,9 golos por jogo: Jesus fez melhor na sua última época nos 'leões'

E a nível defensivo, em termos de comparação com outras épocas, o que se pode dizer deste Sporting 2020/21 de Amorim? Foram, até agora, nove os golos sofridos nos dez jogos disputados. Na época passada, por esta altura, tinham sido 19 e em 2018/19 foram 10.

Porém, em 2017/18 Jorge Jesus conseguiu que o Sporting sofresse apenas 6 golos nos 10 primeiros jogos da temporada (não tendo sofrido qualquer golo nas primeiras quatro partidas da época).

Líder (invicto e isolado) da I Liga ao fim de 7 jornadas: Há 26 anos que tal não acontecia

O Sporting lidera a I Liga ao fim de sete jornadas com 19 pontos, mais quatro do que Sp.Braga e Benfica. Há 26 temporadas que o 'leão' não liderava isolado o Campeonato à sétima ronda. Decorria, então, a época de 1994/95 e o Sporting, orientado por Carlos Queiroz, liderava ao fim de sete jornadas, também com 6 vitórias e um empate (mas apenas 13 pontos, visto que na altura um triunfo ainda só valia 2 pontos).

A vantagem sobre o segundo classificado, porém, era aí mais escassa: 2 pontos a mais do que o FC Porto. Para encontrar um 'leão' com este avanço nesta fase da competição há que recuar...70 anos, até à longínqua época de 1950/51. Aí o Sporting liderava também com quatro pontos de avanço, na altura sobre o FC Porto, e viria a sagrar-se campeão no final da temporada...

Há três temporadas, na derradeira época de Jorge Jesus nos 'leões', o Sporting também tinha 19 pontos à sétima jornada, mas estava aí a dois pontos do 100% vitorioso líder FC Porto. E em 2015/16, na primeira época de JJ, o Sporting até liderava ao fim de sete jornadas, mas em parceria com os 'dragões', então com 17 pontos somados (fruto de 5 vitórias e 2 empates).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.