O Sporting somou mais 25 pontos e 16 golos marcados do que na temporada transata, o que justifica a sua ascensão de três posições, da quarta para a primeira, e o primeiro título desde 2001/02.

Os ‘leões’ passaram de 60 para 85 pontos, ficando a apenas um do seu máximo absoluto, conseguido em 2015/16 pela equipa comandada por Jorge Jesus, agora treinador do Benfica, que, no entanto, só deram, então, para o segundo lugar.

No que respeita a golos, os 65 conseguidos, 23 dos quais por intermédio de Pedro Gonçalves, o melhor marcador da prova, são ‘incomparáveis’ com os 49 de 2019/20, se bem que, ainda assim, não chegaram para ser o melhor ataque.

As equipas que mais golos marcaram foram o FC Porto, que totalizou os mesmos 74 da temporada transata, e o Benfica, autor de 69, dois abaixo do registo de há um ano.

Em matéria de pontos, mais cinco equipas estão no ‘verde’, com destaque para o Paços de Ferreira, que passou de 39 para 53 pontos, registo que valeu o quinto lugar e a qualificação para a nova Liga Conferência Europa.

Por seu lado, também somaram mais pontos o Belenenses SAD (cinco), o Sporting de Braga (quatro), mesmo descendo do terceiro para o quarto posto, o Santa Clara (três), também europeu, e o Portimonense (dois).

Em sentido inverso, destaque para os valentes ‘trambolhões’ de Vitória de Guimarães, com menos sete pontos, que custaram a Europa, e, sobretudo, de Famalicão (menos 14) e Rio Ave (21), obrigado a jogar o ‘play-off’.

Nos golos, o Sporting é secundado por Boavista (mais 11), Santa Clara (oito), Tondela (seis) e Paços de Ferreira e Portimonense (ambos quatro). Do outro lado, destaque para Famalicão (-13), Vitória de Guimarães (-16) e Rio Ave (-23).

Os ‘leões’ não são, por outro lado, líderes da tabela das maiores subidas, pois duas equipas ascenderam mais do que três posições, o Paços de Ferreira (oito, do 13.º para o quinto) e o Belenenses SAD (cinco, do 15.º para o 10.º).

Nas ‘quedas’, só três equipas ‘tombaram’ mais do que uma posição, o Famalicão (três), o Marítimo (quatro) e o Rio Ave, que depois de ter sido quinto em 2019/20, rumo à Europa, foi agora 16.º e antepenúltimo.

Em matéria de golos sofridos, o Sporting é segundo, com menos 14 golos (20 contra 34), num ‘ranking’ em que só fica atrás do Belenenses SAD, que tinha concedido 54 na temporada passada e, na presente, reduziu para 35.

As equipas que mais ‘caíram’ foram o Boavista, que sofreu mais 10 golos (49 contra 39) e o Tondela, com mais 13 (57 contra 44).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.