O ex-candidato à presidência do clube, Paulo Cristóvão, escusou-se hoje a antecipar qualquer comentário à Assembleia-Geral, dizendo que a reunião magna é o local próprio para falar do clube.

"Prefiro falar lá. É uma reunião de família e é o local certo para se dizer e ouvir o que vai na alma dos membros da família", disse, acrescentando: "E como não há muitas reuniões de família, há que aproveitar".

A Assembleia-Geral do Sporting irá discutir e votar o Relatório e Contas relativo ao exercício de 2008/09 e a transmissão para a SAD da participação social detida pelo clube na Sporting Comércio e Serviços, SA.

Paulo Cristóvão fez ainda questão de assegurar que não repetirá uma candidatura à liderança do clube."Há por aí pessoas que pensam que ando a preparar uma candidatura, mas já não voltarei a ser candidato", afirmou.

Paulo Cristóvão obteve cerca de 10 por cento dos votos, contra 90 por cento de José Eduardo Bettencourt, nas eleições realizadas no passado dia 05 de Junho.

Aguiar de Matos, membro do Conselho Leonino, recusou-se também a antecipar à agência Lusa o que vai dizer na Assembleia-Geral do clube.
"O que tiver a dizer, direi só na Assembleia-Geral", garantiu, adiantando que se dissesse antes o que eventualmente dirá na Assembleia-Geral "já não valia a pena ir".

Entre os vários notáveis que a Agência Lusa tentou contactar, sem sucesso, conta-se Pedro Souto, que desistiu da sua pré-candidatura às últimas eleições do Sporting quando José Eduardo Bettencourt avançou, mas nos últimos dias se tem mostrado muito crítico relativamente à gestão do clube.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.