O treinador do Marítimo disse hoje que o propósito da sua equipa passa por conquistar pontos em Coimbra, frente à Académica, em jogo da 13.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, a disputar no domingo.

Contudo, Pedro Martins alerta para o crescimento do adversário como equipa nos últimos anos e até inclui os “estudantes” no lote de equipas candidatas à Europa.

“Não há jogos fáceis e, além do mais, embora a Académica não se assuma como candidata à Europa, na minha perspectiva, tem um conjunto forte e muito coeso. Já de há alguns anos para cá tem uma espinha dorsal bem formada”, referiu o técnico da equipa madeirense em conferência de imprensa.

Pedro Martins mostra-se confiante na sua equipa, que considera tem sido sempre forte e muito consistente.

“As nossas prestações fora têm sido boas. Em cinco jogos tivemos quatro empates e uma vitória na Taça, sofremos dois golos e marcámos quatro. Claro que aqui ou ali houve um ou outro factor que nos impediu de conquistar algo mais, mas a equipa fora tem mostrado qualidade e coesão. Em Coimbra, vai demonstrá-lo de novo”, observou.

O técnico considera que só um Marítimo “forte, ousado e inteligente” conseguirá vencer em Coimbra.

“Tem de ser um Marítimo ousado, inteligente, sabendo que há momentos em que terá de saber sofrer e outros em que terá de ser corajoso e atacar de uma forma muito agressiva. Temos vindo a melhorar nesse aspecto, pois já tínhamos a coesão defensiva”, considerou.

Em relação ao percurso da Académica em casa, o treinador dos “verde rubros” afirma que a “Briosa” constitui um adversário temível.

“A Académica só perdeu em casa com o FC Porto e o Sporting. É uma equipa que vale pelo seu todo, que cria problemas aos adversários, principalmente quando joga fora, pois tem jogadores muito rápidos e dinâmicos”, explicou Pedro Martins.

A impossibilidade de utilizar o avançado Kléber, melhor marcador da equipa, com quatro golos, foi também abordada pelo treinador do conjunto insular.

“Vamos alterar ligeiramente a equipa. Claro que o Kléber é um jogador talentoso e de grande qualidade, mas não estamos dependentes dele. Temos outros elementos que nos dão totais garantias, também à espera que lhes seja dada uma oportunidade para se mostrarem. Da base do grupo não abdicamos. E o grupo está bem e isso é o que mais me preocupa”, afirmou a concluir.

O jogo entre Académica e Marítimo, relativo à 13.ª jornada da Liga, disputa-se às 16:00 de domingo, no Estádio Municipal de Coimbra, com arbitragem de Luís Catita (Évora).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.