O FC Porto vai defrontar o Arouca no próximo domingo, e para José Peseiro a importância de conquistar os três pontos supera o eventual desgaste dos jogadores portistas, que têm jogado de quatro em quatro dias nas últimas semanas. Na antevisão do jogo com o Arouca, o técnico do FC Porto elogiou o adversário, mas frisou que a obrigação de vencer por parte dos 'dragões' não dá grande margem para erros.

"Devemos recordar que o Arouca é uma equipa, tal como o seu jogador disse, se vai fechar. As equipas com menos recursos tentam não dar espaço. Temos a noção e consciência disse e temos consciência daquilo que temos de fazer para levar de vencida o Arouca. Temos de jogar todos os jogos nos limites de concentração, de organização. É para isso que estamos focados. Com capacidade, ambição e confiança", começou por dizer José Peseiro em conferência de imprensa.

Questionado sobre os próximos jogos com Benfica e Borussia Dortmund e se já pensa neles, o técnico portista confessa que comprende o interesse nessas matérias, mas que o mais importante agora é vencer o Arouca.

"Percebo o interesse dos jornalistas sobre outras coisas. É o vosso trabalho. Peço desculpa. Só estou concentrado no jogo de amanhã. É para isso que estou aqui a responder", respondeu José Peseiro.

Em relação às soluções que tem no plantel para colmatar as ausências para este jogo, o técnico portista mostrou-se satisfeito com os jogadores que tem ao seu dispor.
"Um plantel tem que ter soluções e qualidade. É normal que não joguem alguns jogadores. Não estou nada preocupado com os jogadores que não vão jogar. Estou confiante com os que vão jogar. Se aqui estão é porque têm qualidade", afirmou José Peseiro.

"Não tenho temor nenhum. Tenho responsabilidade. Estou sempre confiante. Preparo a equipa para aquilo que é essencial. Responsabilidade mas não temor. Nunca, seja qual for o adversário. Temos a noção que temos de estar muito bem. Não podemos, neste momento, ter outra forma de pensar. Queremos os três pontos. O Arouca fez coisas boas, outras menos boas. Isso é um sinal. Com as condições de treino que temos absorvido, vamos passo a passo. Temos caminho, os jogadores têm muita vontade, responsabilidade e qualidade para as minhas ideias. Noto empenhamento dentro das condicionantes pois temos jogado de quatro em quatro dias", acrescentou ainda o treinador.

Já sobre o desenvolvimento da equipa e o processo de assimilação das suas ideias, Peseiro foi pragmático na sua resposta: "Em que etapa está? Quero é vencer o Arouca".
"Cada um faz a sua avaliação. Queremos é estar bem amanhã para vencer o Arouca. Tenho confiança em todos os jogadores. Eles próprios responderam a isso. Conto com todos. Uma equipa faz-se das 20 e tal opções. A utilização deles por jogo tem que ver com o momento deles e da equipa", sentenciou José Peseiro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.