Depois do encontro frente ao Feirense, Pinto da Costa analisou a vitória do FC Porto.

21 títulos conquistados?

"Não faço ideia, são? É uma alegria para mim. A alegria que me dá sempre. Quando vou buscar pessoas, quero que sejam campeãs. É uma alegria para os treinadores ganharem logo no primeiro ano. Aos adeptos com uma vida difícil, sinto a responsabilidade que temos de proporcionar a única alegria que têm".

Título especial

"Este tem um significado especial, porque é ao fim de quatro anos. Isto criou um espírito de revolta e união para que as coisas mudassem".

Título reconhecido por todos

"Só não reconhece quem tiver...Olhe. Nem digo. Pelas mensagens que recebi da quase totalidade dos adversários. O Jorge Jesus telefonou ao Conceição a dar os parabéns. Só tem dúvidas quem quiser".

Palavras especiais para Sérgio Conceição?

"Entre mim e ele não é preciso falar. Conheço o Sérgio desde os 15 anos. Vejo-o como membro da família. Não precisa que eu fale para saber o que ele pensa, deseja ou sente".

Sérgio Conceição fica?

"Não posso garantir, porque se não depois vocês não têm o que falar."

Festa na câmara?

"Vai ser bonito. Desde 1999 que não vamos à Câmara. Tínhamos as portas fechadas. Para ir à Câmara não é preciso ser adepto do FC Porto, como por acaso é o atual. O necessário é que o presidente que lá estiver goste e ame a cidade do Porto".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.