Jorge Nuno Pinto da Costa recebeu esta quarta-feira a 21ª Supertaça Cândido Oliveira do plantel do FC Porto e falou sobre as ambições do clube para a próxima época. Em declarações à imprensa citado pelo jornal O JOGO, o presidente do FC Porto mostrou-se confiante na conquista de novos títulos esta época.

"É a 21.ª Supertaça que conquistámos, mais que as conquistadas pelos outros clubes todos juntos, e é um motivo de grande satisfação. Foi um bom arranque de época, frente a um adversário valioso, porque o Desportivo das Aves não chegou à Supertaça por acaso, mas sim porque venceu a Taça de Portugal frente ao Sporting, com todo o mérito. Foi uma vitória que nos encheu a todos de alegria", disse Pinto da Costa.

"Esta conquista teve um significado especial porque representou o lançamento de dois jovens: o Diogo Leite fez o primeiro jogo oficial pelo FC Porto, logo conquistando um troféu; o André Pereira a mesma coisa, fez dos primeiros jogos e o primeiro título conquistado. Espero que seja o primeiro de muitos para eles e para todo o grupo. Quero realçar também que os mais veteranos tiveram uma importância decisiva. O Iker Casillas e o Maxi Pereira deram contributos importantíssimos para esta vitória, o que vem demonstrar que o bilhete de identidade não conta. O que conta é a idade mental e sobretudo a identificação com o espírito do Dragão. Quando se conjuga a juventude com a experiência e todos com o mesmo espírito, com a mesma vontade, o resultado só pode ser este: mais uma taça para o Museu", acrescentou Pinto da Costa.

"A equipa, como disse o Herrera no final do jogo, já está habituada a certos acontecimentos e a reagir a eles. Mais uma vez reagiu, embora o Desportivo das Aves tenha dificultado imenso, pelo valor que demonstrou. Toda a gente reconheceu, inclusive os nossos adversários, que a nossa vitória foi justíssima. É sempre com o espírito de vencer que entrámos em campo. Nem sempre é possível, mas estou convencido que até ao final da época iremos voltar mais vezes ao Museu", frisou o histórico líder portista.

"Estamos aqui à frente do espaço onde estão os troféus nacionais, onde se encontram as 20 Supertaças conquistadas - porque esta ainda não está lá -, os títulos nacionais, as Taças de Portugal, e onde há uma palavra que prevalece com toda a propriedade: somos o único pentacampeão. Esta taça é mais uma, mas a última que chega é sempre tão importante como aquelas que já cá estão", sentenciou Pinto da Costa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.