Pinto da Costa afirmou que Helton recebeu uma verba justa pelo trabalho que fez no FC Porto na altura da sua rescisão de contrato. O presidente dos ‘dragões’ revelou que, apesar da situação, não foi um despedimento, mas sim uma conversa amigável.

“Assinou a rescisão quando eu não estava presente. Falei com ele depois e não houve problema. Rescindiu e levou uma verba considerável, mas justa. Não foi um despedimento. Terminámos a conversa e tirámos uma ‘selfie’. A amizade mantém-se”.

Helton saiu do plantel do FC Porto esta temporada, mas pode continuar no universo azul e branco. Depois da polémica em volta da rescisão do guardião, Pinto da Costa afirmou que o antigo capitão dos ‘dragões’ vai começar a estudar para ser treinador e assumir um cargo na equipa da cidade Invicta. De acordo com o presidente do FC Porto, Helton vai ser treinador de guarda-redes.

“ Helton vai inscrever-se no curso de treinadores para estar em condições de colaborar connosco”.

Helton deixou esta temporada o plantel de Nuno Espírito Santo. Depois de mais de 10 anos ligados ao FC Porto, o guarda-redes terminou a sua ligação ao clube ‘azul e branco’.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.