O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, afirmou esta terça-feira durante o jantar de Natal da sua comissão de recandidatura as razões que o levaram a queixar-se das arbitragens logo após o final do jogo com o Desportivo de Chaves que o FC Porto venceu por 2-1. O líder dos azuis e brancos explicou também que as críticas à arbitragem não podem ser feitas apenas quando o clube perde, e sim, sempre que é prejudicado.

"Quero que fique claro que, quando falamos, não são desculpas apenas porque não vencermos. Ontem vencemos e eu não pude calar a revolta de um estádio inteiro. Já tivemos este ano jogos que não vencemos e, nem da minha parte nem de ninguém, houve críticas. Foi assim com o Benfica, com o Belenenses e assim será sempre que não vençamos por culpa nossa", afirmou Pinto da Costa.

De referir ainda que no jantar de Natal da comissão de recandidatura de Pinto da Costa à presidência do FC Porto estiveram mais de uma centena de convidados entre eles, Fernando Cerqueira, Reinaldo Teles, Joaquim Pinheiro e Alexandre Pinto da Costa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.