Na terça-feira foi anunciado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) que os próximos jogos da seleção portuguesa, frente à Espanha e à Suécia, ambos no estádio Alvalade XXI, foram autorizados a receber público. Esta decisão foi hoje criticada por Pinto da Costa.

"O futebol sem público é quase uma omelete sem ovos. Quando as pessoas não compreendem o que é o futebol, não têm a sensibilidade de ver do que o povo precisa e gosta e estão metidas em gabinetes, não tendo noção das responsabilidades que têm, é obvio que pode acontecer tudo de pior. Tudo isto me faz crer que é uma perseguição aos clubes, não é só ingenuidade ou estupidez. Basta ver que os jogos da seleção, que são da Federação e vão ser em Lisboa, já vão ter público. Isto é absolutamente incompreensível", começou por dizer em declarações à Liga.

"Há 3 dias jogámos todos os jogos nos mesmos estádios com as mesmas pessoas não pode estar ninguém, mas para jogar a Seleção já podem assistir. É lamentável", rematou o presidente do FC Porto.

Esta terça-feira, a FPF anunciou em comunicado que "no jogo de preparação entre as seleções de Portugal e de Espanha, no próximo dia 07 de outubro, pelas 19:45, no Estádio Alvalade XXI, será autorizada a ocupação de 5% da lotação do estádio com público. No jogo oficial entre as seleções de Portugal e da Suécia, a contar para a Liga das Nações, no dia 14 de outubro, às 19:45, no Estádio Alvalade XXI, será autorizada a ocupação de 10% da lotação do estádio com público".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.