Hélder Postiga considera que a saída de Marcel Keizer do Sporting é prova da dependência dos resultados que os treinadores vivem no futebol português.

"Aqui em Portugal, analisamos muito o resultado e a prova disso é a saída do Marcel Keizer. Esteve 300 dias no Sporting, ganhou dois títulos, e uma pré-época menos prometedora, uma derrota contra o rival na Supertaça e desencadeou-se uma crise", disse o antigo internacional português, durante a intervenção na conferência SoccerEx, em Oeiras.

O ex-avançado do Sporting falou ainda de Leonel Pontes, com quem trabalhou no clube 'leonino' e na seleção.

"O futebol viverá para sempre com o aspeto resultadista. Tem de haver competência quando estamos a falar de Leonel Pontes, para ter sido adjunto do Sporting e seleção, e ter treinado várias equipas em diferentes países. Mas tudo se resume ao resultado, é isso que vai definir a estabilidade que o Sporting precisa num futuro próximo", nota.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.