O passivo é agora de 151 410 milhões de euros, quando no primeiro trimestre de 2008/09 era de 142 443 milhões de euros, enquanto o capital próprio passou de 15 981 milhõs de euros negativos para 18 374 negativos, o que significa um acréscimo de 15 por cento na situação de falência técnica.

Os resultados operacionais decresceram 2670 milhões de euros, para 1436 milhões de euros negativos, quando o valor do período homólogo de 2008/09 foi de 1.234 positivos.

Nesta rubrica incluem-se os proveitos gerados pela transacção de passes de jogadores, que, no primeiro trimestre de 2009/10, foi de 451 milhões de euros contra os 61 do mesmo período em 2008/09.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.