No final de uma reunião de emergência convocada pelo clube, a que compareceram cerca de 300 associados (dos pouco mais de mil pagantes), Mário Cruz admitiu à Agência Lusa a possível extinção da UDL caso a SAD mude a equipa que disputa a Liga principal de futebol para outra cidade.

“Temos a força da razão do nosso lado, o apoio dos sócios e estamos convencidos de que vai ser feita justiça. E isso passa pela continuidade da equipa em Leiria”, disse o presidente do clube.

Da reunião saiu a intenção de “chamar mais uma vez a atenção da Câmara Municipal de Leiria e também do Governo Civil para a razão que nos assiste. Se nada acontecer, iremos até onde os sócios quiserem. Hoje, aqui, foi muito importante sentir a força dos associados”.

Mário Cruz admite que entre as decisões a tomar pode vir a estar a extinção da União Desportiva de Leiria.

“É muito provável que aconteça, caso se confirme a saída de Leiria”, sublinhou o presidente, que também é administrador da SAD leiriense.

O dirigente avançou que as negociações entre União de Leiria e Câmara de Leiria vão continuar segunda feira. “Ficamos a aguardar que o bom senso impere”, concluiu.

Há duas semanas, a União de Leiria SAD anunciou a intenção de se mudar para Torres Novas e jogar no respetivo estádio municipal, por considerar inviável os custos de utilização do Municipal de Leiria, calculados em 250 mil euros por ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.