O treinador de futebol Jorge Jesus foi condecorado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com a Ordem do Infante D. Henrique, numa cerimónia em que assumiu o “orgulho” por se ter tornado comendador.

“É com orgulho que eu hoje recebo esta condecoração. Sei o significado dela, sei quem era o Infante D. Henrique”, afirmou o treinador do Flamengo, acrescentando: “Claro que não fomos nós - eu e a minha equipa técnica – que descobrimos o Brasil […], também não fui eu que dei a independência, mas fomos nós que em 23 e em 24 de novembro conquistámos dois títulos no Brasil, vamos ficar também na história do Brasil.”

A cerimónia decorreu no Palácio de Belém, em Lisboa, e contou com a presença da família do treinador, dos presidentes do Sporting, Frederico Varandas, do Benfica, Luís Filipe Vieira, e do Sporting de Braga, António Salvador, da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença.

Jorge Jesus sublinhou a ligação afetiva manifestada pelo povo brasileiro em relação a Portugal, enfatizando que é uma "grande honra" representar o país no estrangeiro.

Também Otávio Machado, Bagão Félix, Manuel Sérgio, o antigo guarda-redes Júlio César e Pimenta Machado marcaram presença.

Na cerimónia, o Presidente da República lembrou que esta Ordem é concedida a personalidades que projetam o nome de Portugal no mundo, e que é uma tradição presidencial agraciarem-se treinadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.