A jogar em casa perante um estádio cheio, o Sporting não se intimidou e não mostrou o habitual nervosismo que tem pautado as exibições dos leões nos últimos jogos.

A formação comandada por Carlos Carvalhal entrou com personalidade na partida e com uma atitude autoritária nos primeiros minutos.

Contudo, o Benfica rapidamente equilibrou e até lhe pertenceu a primeira grande oportunidade de jogo. Aos 13 minutos, Saviola tocou para Cardozo e este entra sozinho pelo lado esquerdo da grande-área, da forma como ataca o Benfica, e perante Rui Patrício rematou cruzado, mas ao lado.

O Sporting respondeu a partir dos 20 minutos com duas grandes oportunidades. A primeira, por intermédio de Polga, após um canto de Miguel Veloso. O brasileiro parou a bola no peito e em boa posição rematou por cima.

Depois foi a vez de Liedson. O “levezinho” fintou Sidnei, entrou na área, pelo lado direito, e rematou para uma grande defesa de Quim.

A verdade é que a partir daí as defesas superiorizaram-se sempre aos ataques. Assistiu-se a um jogo de muita entrega, com muita luta a meio campo, mas onde as oportunidades escassearam.

Nota para o facto Abel se ter lesionado perto do final do primeiro tempo, tendo sido substituído por Pedro Silva.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.