Bruno de Carvalho, candidato derrotado às eleições do Sporting, de 26 de Março, não quis comentar o indeferimento da providência cautelar, em que pedia a impugnação do acto eleitoral, alegando irregularidades.

«Sobre esse assunto só falo no inicio da próxima semana», disse, deixando para depois do clássico as reacções.

O Tribunal Cível de Lisboa indeferiu o pedido de Bruno de Carvalho por considerar que os factos apresentados não constituíam fundamento para impugnar o escrutínio, que ditou Godinho Lopes como novo presidente dos leões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.