A Polícia de Segurança Pública emitiu um comunicado em que desmente as acusações feitas por Francisco J Marques durante o programa Universo Porto em que o diretor de comunicação do FC Porto revelava uma 'parceira' entre as autoridades e o Benfica num esquema para tentar atrasar a entrada de adeptos do FC Porto no Estádio da Luz.

No comunicado, a PSP desmente e repudia as palavras do diretor de comunicação dos 'dragões'.

"A Polícia de Segurança Pública vem publicamente desmentir e repudiar o teor das acusações lançadas por responsável do Futebol Clube do Porto.
Não há, nem nunca houve qualquer atitude, ação ou mera intenção por parte da PSP, de beneficiar ou causar prejuízo a qualquer clube e aos seus adeptos", pode ler-se no comunicado.

Confira o Comunicado completo


"A Polícia de Segurança Pública vem publicamente desmentir e repudiar o teor das acusações lançadas por responsável do Futebol Clube do Porto.
Não há, nem nunca houve qualquer atitude, ação ou mera intenção por parte da PSP, de beneficiar ou causar prejuízo a qualquer clube e aos seus adeptos.
A Polícia de Segurança Pública pauta a sua ação pelo estrito cumprimento de princípios de legalidade e proporcionalidade, sendo que qualquer opção de policiamento decorre da avaliação das necessidades operacionais, tendo em conta o risco percecionado, a sua análise, as dinâmicas dos adeptos, as informações recolhidas e o histórico de conflitualidade, entre outros, sempre numa perspetiva de policiamento integral, adaptado à realidade em concreto".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.