O futebolista da Naval 1.º Maio Marinho disse hoje que quando se defronta o Benfica, e em sua casa, o primeiro pensamento é pontuar, mas vencer seria o ideal, referindo-se à deslocação à Luz.

Envergando a camisola da Naval “nunca venceu”, mas garante “algum dia vai acontecer”.

“Quando se defronta uma equipa como o Benfica, e na sua casa, o primeiro pensamento é pontuar, depois, é claro que se esse pontuar coincidir com os três pontos óptimo, todavia, se alcançarmos um ponto, não deixará de ser um grande resultado”, sublinhou.

O extremo navalista salienta “não ser preciso apelar à motivação” justificando que "são os jogos que qualquer jogador gosta e quer jogar, logo aí, existe motivação acrescida”.

Marinho recorda que nas duas últimas temporadas perdeu na Luz pela diferença mínima e que agora espera "que as coisas sejam diferentes, assumindo que o Benfica é uma grande equipa, mas não imbatível”.

As ausências certas de Luisão, Maxi e Carlos Martins são desvalorizadas pelo avançado navalista:

“O Benfica é uma das grandes equipas da Europa, não é por faltar este ou aquele jogador que fica mais fraco ou mais vulnerável”.

Benfica e Naval 1.º de Maio, respectivamente terceiro e 16.º (último) da tabela com 18 e cinco pontos, defrontam-se no próximo domingo, pelas 18h15, no Estádio da Luz, partida que será dirigida pelo portuense Vasco Santos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.