O treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, desvalorizou hoje o conhecimento que tem do Moreirense, sua antiga equipa e adversário da nona jornada da I Liga de futebol, e frisou a vontade de vencer no terreno dos ‘cónegos'.

A vitória sobre o Rio Ave (2-0), na última jornada, dois meses depois da anterior no campeonato (1-0 ao Portimonense) trouxe maior confiança à equipa, admitiu o técnico.

"Sim, as vitórias trazem confiança às equipas e ajudam a cimentar o nosso processo de jogo e ideias. Foi fundamental [vencer] porque precisamos de pontos para atingir os nossos objetivos e amanhã [sábado] vamos com a intenção clara de vencer, tudo faremos por isso", disse na antevisão da partida.

Ricardo Soares treinou até há cerca de um mês o Moreirense, mas recusa que este seja um jogo especial e, apesar de considerar que não é uma vantagem para o Gil Vicente o conhecimento que tem do plantel adversário, admite, simultaneamente, que isso faz com que uma equipa esteja "mais perto de vencer".

"Para mim, todos os jogos são especiais, é mais um jogo contra uma equipa que já treinei e que tem um conjunto de jogadores de grande qualidade. Não vejo que seja uma vantagem, não sou eu que vou jogar, conheço muito bem a equipa, mas eles também me conhecem a mim", notou.

O Moreirense vem de três derrotas consecutivas no campeonato, mas Ricardo Soares desvalorizou a possibilidade de os gilistas poderem tirar partido de um adversário eventualmente mais pressionado.

"Neste campeonato, as equipas que lutam pela permanência têm fases destas. O Gil Vicente, quando cá cheguei, tinha quatro derrotas seguidas e não vencia há sete jogos. Cabe-me evitar que esse ciclo aconteça à minha equipa. Não penso que seja uma vantagem, mas todos os pormenores contam e esse é um importante que tenho em linha de conta", disse.

O técnico mostrou-se satisfeito com a evolução da equipa e com ter quase todo o plantel disponível, com exceção dos lesionados Diogo Silva e Mantuan, jogadores pouco utilizados até agora.

"Estamos a trabalhar muito e sinto a minha equipa cada vez mais forte, coesa e determinada, taticamente, mas também a nível individual e mental. A meritocracia está à frente de tudo e mais alguma coisa, é sempre o trabalho deles durante a semana que faz com que depois eu tome decisões", disse.

As duas equipas têm percursos muito idênticos: além dos mesmos pontos, têm ambas duas vitórias, dois empates e quatro derrotas e até o número de golos é semelhante (7 marcados/9 sofridos para o Gil Vicente, 6/9 para o Moreirense).

Gil Vicente, 11.º classificado, com oito pontos, e Moreirense, 13.º, também com oito, defrontam-se a partir das 15:30 de sábado, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, jogo que será arbitrado por Miguel Nogueira, da associação de Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.