O FC Porto venceu, este sábado, em Vila do Conde o Rio Ave por 1-3, em jogo da 28.ª jornada do campeonato português. Quaresma (g.p.), Danilo e Hernâni marcaram os tentos portistas. Tarantini foi o que ainda deu alento à equipa da casa, mas não foi suficiente.

O treinador portista promoveu o regresso de Maicon ao eixo da defesa, fazendo dupla com Marcano. Julen Lopetegui poupou Martins Indi, para que o holandês esteja fresco para o jogo com o Bayer de Munique da próxima quarta-feira.

Recorde-se que Maicon esteve ausente devido a uma lesão no tornozelo esquerdo, sofrida na derrota com o Marítimo, que marcou a despedida dos Dragões da Taça da Liga.

Os Dragões viram um golo mal anulado pelo árbitro da partida logo aos oito minutos, num lance em que Julen Lopetegui protestou muito com a equipa de arbitragem. Quaresma cruzou para o coração da área, Herrera tocou antes de chegar a Brahimi e o argelino empurrou para o fundo das redes. Vasco Santos entendeu que o extremo portista estava em posição irregular na altura do passe do mexicano.

Contudo, 20 minutos depois, a equipa de arbitragem assinalou uma grande penalidade contra o Rio Ave, depois de Zegelaar ter derrubado Danilo. À semelhança do anterior, este lance também originou muitos protestos, desta vez no banco dos vila-condenses. Ricardo Quaresma foi o responsável por converter o penálti e o internacional português não falhou, abrindo o marcador.

Em cima do apito para o intervalo, Danilo marcou um golaço, com um remate em efeito, fora da área, que só parou no fundo das redes, fazendo com que a equipa recolhesse aos balneários com uma vantagem ainda mais confortável.

Domínio total dos Dragões na primeira parte e vantagem mais que justa.

Os primeiros minutos da segunda parte foram um festival de golos falhados por parte dos Dragões, nomeadamente Alex Sandro e Herrera.

Por volta do minuto 70, percebeu-se que, afinal o Rio Ave estava vivo. Numa boa jogada de Zeegelar pelo corredor esquerdo, este cruzou para o coração da área, onde apareceu Tarantini a rematar forte para o fundo da baliza de Fabiano, sem hipóteses de defesa, fazendo o 1-2, dando algum alento à equipa da casa.

Mas a esperança do Rio Ave durou pouco tempo. Aos 83 minutos, Hernani - que entrou para o lugar de Quaresma aos 62 minutos, fez o terceiro golo para o FC Porto, sentenciando a partida. O ex- Vitória de Guimarães não vacilou na cara do guarda-redes Ederson e recuperou a vantagem de dois golos para os portistas.

FC Porto vacilou em alguns momentos do encontro mas conseguiu cumprir o objetivo e levar os três pontos para a cidade Invicta. Ainda não será esta jornada que o FC Porto conseguirá ultrapassar o líder Benfica, uma vez que os encarnados venceram em casa a Académica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.