Fábio Rochemback já está no Brasil para iniciar a sua aventura no Grémio de Porto Alegre, onde será apresentado ainda hoje. No entanto, o brasileiro deixou também a explicação para o regresso ao seu país aos 27 anos. "Não vinha sendo utilizado em algumas partidas e achei que era o momento de mudar um pouco. Fiquei muito tempo na Europa. E voltando agora, ainda mais para o Grémio, que é um clube grande, vou poder mostrar o meu futebol", disse o médio.

Os rumores de excesso de peso no Sporting provocaram uma resposta rápida do jogador. "Se falam mal é porque têm algo contra. Mas, se quiserem verificar meu peso, é só ir à Academia e pegar o meu último exame para ver se estou gordo ou magro."

Embora fosse uma ausência habitual nos últimos encontros dos leões, Rochemback não guarda rancor em relação a Paulo Bento, que preferiu apostar em Miguel Veloso para o meio-campo. "Não me devem explicação pelo facto de não ter jogado lá. Respeito a opinião e continuo a trabalhar de forma séria. Saio tranquilo, de cabeça erguida e com respeito por todos", assegurou.

Agora, em Porto Alegre, o brasileiro deixa transparecer a sua motivação e acredita que pode ser uma arma para o técnico Paulo Autuori. "Acompanhei praticamente tudo lá de fora, ainda mais depois que soube da possibilidade de vir. Estou bem preparado, quero ficar já à disposição do treinador", sublinhou o médio, que despontou para o futebol no eterno rival do Grémio, o Internacional de Porto Alegre.  

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.