Invicto na I Liga 2020/21 ao fim de quatro jornadas, com três vitórias e um empate, o Sporting recebe quarta-feira o Gil Vicente em partida em atraso da 1.ª jornada e mais um triunfo significará o segundo melhor arranque  dos últimos cinco anos. Esta tarde, Rúben Amorim fez a antevisão ao encontro.

Matheus Nunes: "É bom sinal que os jogadores da formação correspondam à confiança que temos neles. Nós aproveitámos o trabalho que estava a ser feito na formação e fico muito feliz por estes jovens. O Matheus tem muito a crescer porque isto o início da carreira dele."

A classificação: "Vemos jogo a jogo, sem pensar na classificação porque estamos no início do campeonato. Mas eu acho que a equipa tem uma dinâmica boa. Espero uma equipa igual ao que tem sido, sabendo que podemos melhorar a classificação, mas não podemos dar demasiada importância a isso. Não podemos esquecer-nos do que podemos fazer no decorrer do jogo, mas claro que a classificação tem de mexer com os jogadores."

O adversário: "O Gil Vicente tem um tipo de jogo semelhante ao do Santa Clara. Olhamos para o Gil Vicente e sabemos que é uma equipa muito organizada e muito pressionante no corredor central. Tem a parte boa que é virem jogar aqui sem responsabilidade. Sabemos que é uma equipa corajosa, mas nós vamos tentar impor o nosso ritmo e o nosso jogo."

A diferença de fazer uma pré-época: "É sempre melhor os treinadores terem mais tempo, apesar de ter sido atípica. A saída de alguns jogadores mudou a nossa ideia, assim como a pandemia, mas foi ótimo trabalhar com os jogadores e escolher alguns jogadores que faziam falta à equipa. Fizemos uma revolução grande no plantel e precisávamos desse tempo. É sempre melhor com pré-época."

Jovane e Sporar: "São jogadores com características diferentes. O Jovane tem outra capacidade de fazer ligação e cria espaço. Quando é o Sporar queremos uma pessoa mais fixa no centro e que apareça mais vezes dentro da área. Depende de cada jogo e do momento da equipa. O Jovane até tem saído para o Sporar entrar, não é por estar a jogar mal, é porque o jogo pede outra coisa."

João Mário: "Está preparado para jogar no meio-campo e na frente, é um jogador muito inteligente. Tudo depende do jogo, mas está claramente preparado para jogar como elo de ligação porque já o fez em vários clubes."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.