Rúben Amorim foi, na tarde de segunda-feira, associado a uma possível ida para o comando técnico do Paris Saint-Germain pelo jornal 'Le Parisien', que o dava como um dos mais fortes candidatos a suceder a Mauricio Pochetino no PSG, mas o treinador português deve permanecer no Sporting, apesar da cobiça dos tubarões, garante esta terça-feira a generalidade da imprensa desportiva escrita nacional.

O jornal 'A Bola' garante na sua edição desta terça-feira que Amorim não irá sair de Avlalade, lembrando que o técnico já o tinha garantido em várias conferências de imprensa e que a sua ideia passa por dar continuidade ao projeto no Sporting, descartando, qualquer outro projeto, incluindo uma possível oferta do Paris Saint-Germain.

Assim, Rúben Amorim deverá mesmo estar em Alvalade a 27 de junho para dar início a mais uma temporada como treinador principal do Sporting. Amorim tem uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros com os leões mas, assegura ainda o jornal 'Record', o treinador terá dito ao seu agente que não quer ouvir propostas, pretendendo fazer pelo menos mais uma época à frente dos leões.

Nos últimos meses, Amorim já tinha também visto o seu nome associado a possíveis idas para o comando técnico de RB Leipzig e Manchester United.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.