Rui Bento protagonizou hoje a sexta ‘chicotada psicológica’ na I Liga portuguesa de futebol, ao abandonar o comando técnico do Tondela, clube que começou a época com Vítor Paneira ao ‘leme’.

Rui Bento tinha substituído Vítor Paneira após a sétima jornada e abandona agora o clube, que se estreia esta época no primeiro escalão, dois dias depois da derrota sofrida no terreno do União da Madeira, por 2-0, na 12.ª ronda do campeonato.

A série de ‘chicotadas psicológicas’ na I Liga começou na quinta jornada, e logo com duas saídas. José Viterbo deixou a Académica, agora treinada por Filipe Gouveia, na sequência do desaire em casa com o Boavista, por 2-0.

Na sequência da mesma jornada, Armando Evangelista abandonou o comando técnico do Vitória de Guimarães, orientado atualmente por Sérgio Conceição, três dias depois do empate 2-2 na visita ao Vitória de Setúbal.

Petit foi o penúltimo treinador a abandonar um clube da I Liga, o Boavista, depois da derrota dos ‘axadrezados’ no Bessa com o Vitória de Guimarães, por 2-1, na 11.ª jornada.

Já com o novo treinador nas bancadas, o boliviano Erwin Sanchez, antigo jogador dos ‘axadrezados’, o comando técnico do Boavista ficou a cargo, de forma interina, de Daniel Portela na visita ao Arouca, num jogo que os anfitriões venceram por 3-2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto