O Benfica recebe na sexta-feira o Feirense em jogo a contar para a 10ª jornada do campeonato nacional, e Rui Vitória afirmou hoje que gostaria de sair com um registo vitorioso depois dos 14 anos do Estádio da Luz.

Na conferência de imprensa de antevisão, o técnico do Benfica analisou o próximo adversário, e recordou um conselho de Jaime Graça sobre a forma como se deve preparar a equipa para receber clubes como o Feirense.

"Espero naturalmente um bom jogo da nossa parte, espero uma vitória obviamente, espero um jogo que vai ser complicado, porque a equipa do Feirense reúne uma quantidade de atributos a ter em conta, É uma equipa muito solidária, que sabe jogar com processos muito simples, mas sabe o que faz em campo e portanto tem uma mensagem muito identificada com o seu treinador e portanto espero um jogo difícil", começou por dizer Rui Vitória.

"Às vezes quando falo destas questões lembro-me sempre de uma pessoa com quem aprendi muito aqui no Benfica, que já não está entre nós, que era o Jaime Graça, que dizia muitas vezes em relação a isto que para observar uma equipa que vá jogar contra nós às vezes é um engano. Porque jogar contra uma equipa como o Benfica o contexto é sempre diferente. Os jogadores ganham outra motivação e têm uma postura diferente em campo. Nós na realidade conhecemos tudo aquilo que é a equipa do Feirense, mas a realidade é que amanhã esperamos um jogo difícil apesar de saber que a nossa equipa tem a qualidade necessária para vencer. Mas temos de ter atenção a uma equipa solidária que vai explorar o contra-ataque com jogadores mais rápidos na frente, e que são velozes, e que transportam muito bem uma situação defensiva numa situação ofensiva. Será certamente uma equipa que vai trabalhar muito. Daí esperar um jogo difícil", acrescentou depois o técnico sobre o jogo de amanhã.

Questionado sobre a importância de vencer após o 14º aniversário do Estádio da Luz, Rui Vitória falou da importância do ambiente criado pelos adeptos, e frisou que muitas vezes é essa energia a tirar forças ao adversário.

"Em relação ao Estádio, é para nós um motivo de grande orgulho, e de grande satisfação poder estar neste estádio. Fez agora 14 anos, é um estádio lindíssimo onde quem cá vem sente uma energia e sente uma envolvência de que todos querem participar e isso parece que não, mas é importantíssimo para o universo benfiquista, porque toda a gente se sente confortável, toda a gente gosta de cá vir e de cá estar e faz com que a própria equipa tenha de facto um sentido de maior poder, de maior força e naturalmente que isso enfraquece, de certa forma, os adversários. Portanto, tem esta envolvência, esta energia e para além disso é um estádio lindíssimo. Nós amanhã queremos naturalmente ganhar porque o registo fica muito saboroso com uma vitória", atirou Rui Vitória.

Em relação às recentes denúncias de Fernando Gomes sobre as ameaças a árbitros, Rui Vitória reconheceu que é uma situação lamentável e que tem sido uma constante nos últimos anos. No entanto, o técnico do Benfica considera que Fernando Gomes é o homem certo para mudar o atual clima do futebol português.

"Se acho que a situação no futebol português é normal? Normal? Nos últimos anos temos verificado que tem sido. O presidente da FPF ao ter esta iniciativa, que eu registo com grande apreço, porque, tanto pelo perfil como pelo cargo que ocupa, quer também por aquilo que representa no futebol português, é uma das entidades que pode ajudar a que algo se possa fazer de diferente, fico contente que assim seja. Tudo o resto temos de pensar e refletir sobre o que se tem passado no futebol português, isto é uma questão cultural, é uma questão de educação que todos temos de reflectir e estou convencido de que só quando algo de muito mais grave acontecer no futebol português, e quando digo mais grave não estou aqui a referir-me a algo relacionado com qualquer árbitro ou jogador, estou a referir-me sim ao futebol português todo, nós vamos ficando para a cauda da Europa, e vamos ficando com representações muito boas de clubes e em termos de seleção, mas depois no estrangeiro vai ficando uma imagem negativa. E por isso que só quando uma coisa de mais catastrófica acontecer é que nós vamos ter de reflectir, acho que o presidente pode ser o grande catalisador destas energias, desta dinâmica positiva que se tem de criar no futebol português e da reflexão que todos nós temos de fazer. registo com muito apreço a iniciativa, penso que tem de ser feito mais do que, e muitas vezes em situações da nossa vida, mais do que ter de fazer é fazer, muitas vezes temos situações de 'temos de fazer, temos de fazer', mas ninguém faz. Temos de fazer, tomar posições e fazer e penso que a melhor pessoa para o fazer é o presidente da Federação", sentenciou Rui Vitória.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.