Ainda sobre o momento menos feliz do Benfica, Rui Vitória referiu este sábado que as derrotas apenas lhe dão mais força. fazendo alusão aos títulos que conquistou na sua carreira como treinador.

"Quando treinei o Fátima subi duas vezes de divisão e fui campeão. No Paços, fui finalista da Taça da Liga. No Vitória, finalista de uma Supertaça, uma Taça de Portugal ganha e dois apuramentos para a Liga Europa. No Benfica, foram seis títulos conquistados em nove, a valorização desportiva que resultou em valorização económica. Sou treinador com uma bagagem grande. Ninguém me deu nada. A bagagem diz-me que a responsabilidade neste clube é enorme. A exigência que nós metemos, queremos que seja assim. Felizmente tenho tido mais sucesso do que insucesso. E a trabalhar em situações difíceis, com salários e investimentos. A mim dão-me mais força. Podem contar comigo para isso. Levo um soco grande quando perco, mas no dia a seguir a força está cá", disse o treinador das 'águias' em conferência de imprensa.

Questionado sobre eventuais investimentos no plantel com vista à segunda metade da época, Rui Vitória não quis comentar o assunto e deu por terminada a conferência.

"Não estive na Assembleia. Já tocámos em vários aspetos, mas estamos em altura de falar pouco e fazer mais. Os meus jogadores estão à espera e, por isso, a conferência de imprensa fica por aqui. Peço desculpa mas tenho de ir para a Madeira", respondeu.

O Benfica desloca-se este domingo ao terreno do Marítimo, em jogo referente à oitava jornada da Primeira Liga, pelas 21h30.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.