Os brasileiros Gustavo Sauer e Nathan e o internacional sub-21 português Tiago Ilori exaltaram hoje a recuperação do Boavista, da I Liga de futebol, antes de um treino com cariz solidário no Estádio do Bessa, no Porto.

“O que mudou foi a atitude dos jogadores. Analisámos o que íamos fazendo de errado e conseguimos dar uma boa resposta. Graças a Deus, vencemos os últimos dois jogos. As coisas têm corrido bem. Temos melhorado e acho que, daqui para a frente, poderemos evoluir ainda mais”, partilhou aos jornalistas Gustavo Sauer, melhor marcador dos ‘axadrezados’ em 2021/22, com sete golos, mais duas assistências, em 18 encontros.

O Boavista quebrou no domingo um ciclo de 11 jornadas seguidas sem vitórias na I Liga, ao bater em casa o Moreirense (1-0), três dias após ter ‘selado' um inédito apuramento para a ‘final four’ da Taça da Liga, com uma goleada caseira ao Sporting de Braga (5-1).

“Todos sabem que o Boavista é um grande clube. Temos lutado para o colocar num lugar melhor. Passo a passo, vamos chegar ao objetivo. Momento individual? É o trabalho. As coisas têm corrido bem, a equipa também tem ajudado e fico feliz pelo reconhecimento”, agregou o extremo, de 28 anos, que ingressou nos ‘axadrezados’ em janeiro de 2019.

Confrontado com uma saída do Boavista na reabertura do mercado de transferências, Gustavo Sauer preferiu direcionar o foco para o jogo no estádio do Vitória de Guimarães, da 16.ª jornada da I Liga, agendado para 29 de dezembro, a par do compatriota Nathan.

“Estamos a viver um bom momento de novo. Começámos muito bem, depois houve altos e baixos e agora estamos a voltar a fazer o que o Boavista nos propôs, que é ganhar. Somos obcecados em ganhar”, frisou o defesa, sentindo diferenças de “intensidade e de cobrança em campo” entre o antecessor João Pedro Sousa e o atual treinador Petit.

Nathan, de 20 anos, foi contratado ao Vasco da Gama no defeso, na sequência de uma época por empréstimo no Bessa, onde se estreou a marcar recentemente diante do Sporting de Braga, levando esta época 17 duelos e dois passes para golo, em 17 jogos.

“Foi um dia muito especial. Os meus pais estavam cá a assistir. Nem nos meus melhores sonhos pensaria nisso. Já pensamos na ‘final four’, mas temos de ir passo a passo e não podemos pular etapas. Seja o que Deus quiser. Vamos lá para vencer”, afiançou o lateral direito, que também já atuou no habitual trio de centrais, em alusão ao embate diante do Benfica nas meias-finais da Taça da Liga, previsto para 25 de janeiro de 2022, em Leiria.

Durante a goleada aos ‘arsenalistas’ regressou aos relvados Tiago Ilori, restabelecido de uma lesão que o tinha deixado inapto no início de novembro, visando obter no Bessa o “máximo de minutos possível”, após uma época sem competir nos franceses do Lorient.

“Irregularidade do Boavista? É um bocado o futebol. Temos estado sempre a trabalhar bem e queremos fazer o nosso melhor. Os resultados acabam por aparecer quando o trabalho é bem feito. Agora, estamos a aproveitar o momento e queremos continuidade, afiançou o defesa-central, que cumpriu o sexto jogo em 2021/22 diante do Moreirense.

Cedido pelo campeão nacional Sporting, Tiago Ilori, de 28 anos, mostrou-se empenhado em servir o Boavista, nono colocado do campeonato, com 15 pontos, cuja série de quase quatro meses sem vencer motivou alterações no comando técnico em 30 de novembro.

“Tanto um como outro percebe muito de futebol. João Pedro Sousa e Petit são pessoas diferentes, mas com ideias até parecidas. O mais importante é conseguir juntar o grupo. Apesar de termos vindo de uma altura menos positiva de resultados, conseguimos sair disso agora e procuramos continuidade, porque só assim é que somos felizes, reiterou.

Gustavo Sauer, Nathan e Tiago Ilori falaram antes de um treino aberto ao público, que chamou cerca de 200 adeptos, convidados a doar um alimento à entrada do Bessa para ajudar crianças órfãs ou de famílias carenciadas indicadas pela associação CrescerSer.

Em simultâneo com a sessão orientada por Petit, a iniciativa solidária do Boavista, que contou com a tradicional parceria do Lions Clube da Boavista, teve ainda um Pai Natal, vestido com as cores ‘alvinegras’ dos portuenses, a distribuir presentes nas bancadas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.